O segredo de Emma Corrigan (Sophie Kinsella)

Nem consigo acreditar que já estamos no quarto mês de resenhas literárias e nesses quatro primeiros meses, tenho conseguido manter a mi...


Nem consigo acreditar que já estamos no quarto mês de resenhas literárias e nesses quatro primeiros meses, tenho conseguido manter a minha meta de leitura, até mesmo melhor do que eu esperava.

A autora Sophie Kinsella ficou famosa pelo livro "Os delírios de consumo de Becky Bloom", depois dai seus livros, do gênero Chick Lit, vem fazendo sucesso por todo o mundo e depois que li O segredo de Emma Corrigan, fiquei me perguntando "porque nunca li nada dela antes?".


Emma Corrigan é uma mulher comum, de 20 (e poucos) anos, que tem seus segredinhos, ela é uma moça um tanto quanto atrapalhada, fala bastante quando está nervosa e ainda é um pouco indecisa quanto a sua carreira profissional, como a maioria de nós aos 20 e poucos anos. Ela trabalha na Panther Cola e sonha com uma promoção, por alguns motivos: 1) Poder pagar o dinheiro que deve ao seu pai; 2) Mostrar a Kerry, sua prima (nojenta), que vive mostrando como ela é bem sucedida em sua carreira, além de ter se tornado a "favorita" da família, desde que sua mãe morreu quando elas ainda eram crianças.

A história começa quando Emma está prestes a completar o primeiro ano na empresa Panther Cola e é mandada para fechar um negócio, que já estava praticamente certo, na Escócia, quando tudo da errado, ela não apenas não consegue fechar o negócio, como no avião de volta pra casa, ele passa por uma turbulência que assusta Emma e a faz confessar pra um estranho no avião todos os seus segredos, como: 1) Ela mentiu sobre uma nota C e a tornou uma nota A, para conseguir o emprego; 2) Ela joga suco de laranja na planta de sua colega de trabalho Artemis, quando ela a chateia (o que acontece com frequência); 3) Ela disse que pesava 58 ao seu namorado, Connor, quando na realidade ela pesa 60kg... Depois que a turbulência passa, ela fica apavorada por ter contado todos os segredos, mas logo relaxa, afinal, ela nunca mais vai ver aquele estranho do avião, mesmo... Mas claro que isso não é o que acontece...


O livro é excelente, engraçado e é a típica leitura para dias quentes e de férias, daquelas leituras leves, que você consegue ler em qualquer lugar e super rápido. Quando terminei o livro, fiquei com vontade de ler em seguia o outro livro da Sophie Kinsella que está na minha lista de leitura para este ano, "Lembra de mim?".

Adorei a escrita da autora e a história é bem bacana. O livro possui folhas duplas, das quais não são minhas preferidas, mas a história é tão legal, que ao ler o livro, você nem se lembra que as folhas são brancas, assim acontece também com a margem interna, que é um tanto pequena, mas como as folhas brancas, quando a leitura começa, isso não atrapalha nem um pouco.

O espaçamento e a fonte são ótimas. A capa é linda e apesar de ter a margem um pouco pequena, na hora da leitura se esquece completamente isto.



ISBN: 978-85-01-06957-3
Editora: Record
Autora: Sophie Kinsella
Páginas: 308 - Brancas

É isso ai, espero que vocês tenham gostado de mais essa dica literária. Não deixem de ler esse livro, se ainda não leram, porque vale demais a pena.

Já seguem o blog nas redes sociais?

Você poderá gostar também de...

0 comentários

SIGA @FRESCURASDEMULHERZINHA